RENATA FONSECA

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Dicas de filmes e séries do Netflix
Olá pessoal!
Hoje as dicas serão de filme e série do Netflix.
Estou adorando as produções europeias!
 Adoro suspense. E esse filme é suspense dos bons!
O Guardião Invisível 


Nacionalidade: Espanha
Gênero: Suspense, Policial

Ao voltar para sua cidade natal em busca de um assassino, uma policial é forçada a encarar seus próprios demônios do passado.


Trem noturno para Lisboa

Não gosto muito de drama e romance, mas quando vi que o ator principal era Jeremy Irons tive que assisti.

Me surpreendi o filme é maravilhoso.



Direção: Bille August
Gêneros DramaRomanceSuspense
Nacionalidades EUASuiçaAlemanha

SINOPSE 

Raimund Gregorius, um professor suíço, que abandona suas palestras e sua vida conservadora para embarcar em uma emocionante aventura que o levará em uma jornada ao seu próprio coração.


Série

Recebi essa sugestão de série  e no primeiro episódio fiquei apaixonada.

Maravilhosa!!

Tem uma fotografia belíssima!

Anne with an E



Criado por
Com
País
Gênero


Sinopse 

Depois de treze anos sofrendo no sistema de assistência social, a orfã Anne é mandada para morar com uma solteirona e seu irmão. Munida de sua imaginação e de seu intelecto, a pequena Anne vai transformar a vida de sua família adotiva e da cidade que lhe abrigou, lutando pela sua aceitação e pelo seu lugar no mundo.



quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Estilista Christian Lacroix
Olá pessoal!

Vamos conhecer um pouco do estilista Lacroix.




Christian Marie Marc Lacroix nascido em 16 de maio de 1951 em Arles, França, foi um dos estilistas mais influentes da moda na segunda metade da década de 80 do século XX.

Em 1969, ele foi morar em Montpellier, para estudar história da arte, passando mais tarde pela Sorbonne e pela Escola do Louvre. Em Paris, antes de encontrar sua profissão definitiva, e apenas dez dias depois de sua chegada, ele conheceu numa festa uma jovem chamada Françoise Rosensthiel. Foi paixão à primeira vista, ainda mais porque Françoise materializava exatamente a mulher ideal com a qual Lacroix sempre sonhara - pequena, pálida, de cabelos acobreados. E foi através dela, afinal, que o mundo da moda chegou a ele.

Lacroix desenhou um convite para uma festa de aniversário de uma amiga de Françoise, Nicole, que logo viu naqueles traços tudo o que um estilista de moda precisa ter - personalidade, ousadia, criatividade.

Com seus desenhos sendo rapidamente notados e transformados em croquis de moda, tornou-se modelista da Maison Patou. A grife, então decadente, a partir de sua entrada tornou-se rapidamente uma sensação. Público e imprensa não poupavam elogios ao jovem talento. O sucesso do seu trabalho na Patou fez com que um grupo financeiro se interessasse em fundar uma casa de costura e uma marca com o seu nome em 1987. No final dos anos 80, quando a simplicidade e o minimalismo começavam a dominar a moda, os seus modelos em cores vivas, estampados vibrantes, bordados elaborados, misturas de tecidos e silhuetas volumosas trouxeram um novo fôlego e de certa forma otimismo à indústria da moda. Desde 1989 começou a desenhar a sua linha de prêt-à-porter.




Christian Lacroix é um dos mais respeitados estilistas em todo o mundo, fazendo moda para mulheres e homens, além de uma linha de acessórios, explorou ainda outros nichos de mercado, indo além das coleções de vestuário e para casa. Em 2002 lançou seu primeiro perfume, o Bazar, criado em parceria com Bertrand Duchaufor, Jean-Claude Ellena e Emilie Copperman.

Anos mais tarde, em 2007, firmou parceria com a empresa de cosméticos Avon, assinando uma coleção exclusiva denominada Christian Lacroix Rouge, com uma fragrância para homens e outra para mulheres. Mais tarde, expandiu sua coleção junto à marca com o lançamento do Christian Lacroix Absynthe em 2009, e com o Christian Lacroix Nuit em 2011.

Em busca da rentabilidade, o estilista lançou no início dos anos 90 uma coleção prêt-à-porter de luxo, com as linhas Bazar e Jeans, além de acessórios, e uma linha para casa, a Art de La Table, com tecidos, louças e objetos para decoração. Essa última permanece até hoje com sucesso. Em 2005, a LVHM decidiu vender a Maison Lacroix para o Grupo Falic e, sem conseguir atender às expectativas dos novos donos, o estilista anunciou seu último desfile em 2009.

Com a falência em curso, a despedida causou comoção no mundo da moda. E foi com a ajuda de amigos que fez as roupas, usando restos de tecido catados pela maison. Ainda assim, a coleção brilhou e o desfile foi um sucesso, com Lacroix sendo aplaudido de pé e prometendo continuar “com um pequeno ateliê”.

As roupas de Lacroix permanecem com sua característica original, de teatralizar a moda, em vestidos que são obras de arte, mas muito pouco usáveis por uma mulher cosmopolita. Para ele, mudar isso seria abandonar sua visão de como a moda deveria ser. No entanto, segundo o seu site, atualmente há mais de 5 mil pontos de venda de produtos Lacroix em todo o mundo que se integram à vida moderna, como óculos, bijuterias, echarps, além de uma linha voltada ao público masculino.
Ao longo da carreira, seu trabalho foi duas vezes reconhecido com o Dedal de Ouro, o Oscar da alta-costura francesa: em 1986 e 1988. Lacroix também foi nomeado pela Council of Fashion Designers of America o estilista mais influente do país, em 1987.



quarta-feira, 8 de novembro de 2017

A heroína da resistência, Sophie Scholl, 1941.
Olá pessoal!




Era membro da Rosa Branca, movimento da resistência alemã antinazista. Foi condenada por traição e executada na guilhotina. É conhecida como uma das poucas alemãs que se opuseram ativamente ao Terceiro Reich durante a 2ª Guerra, e é também vista como um mártir na Alemanha.

Suas últimas palavras foram:

"Como podemos esperar que a justiça prevaleça, quando não há praticamente ninguém que esteja disposto a entregar-se individualmente a uma causa justa. Tal dia, bem ensolarado, e eu tenho que ir, mas o que importa minha morte, se através de nós, milhares de pessoas estão despertas e agitadas para a ação? Muitas pessoas já morreram por apoiar este governo. Está na hora de alguém morrer por se opor a ele."

Fonte https://www.facebook.com/FotografiasDaHistoria/

@renatafashionfonseca